00:42

“Homem nenhum é igual, começando pelo pau”

Esta é uma cereja de Tracy Cherry |

O título desse post surgiu em uma das minhas conversas (geniais) com meu namorado. Nós mulheres temos uma mania muito feia de descontar nossas frustrações na masculinidade dos outros e, conversando com ele, descobri que sim(!), homens tem sentimentos. Podem não falar muito neles, ou ter dificuldades pra expressá-los, mas tem.
OOOOHHHH, TRACY, NÃO DIGA QUE VOCÊ DESCOBRIU ISSO AGORA. 
Não, queridos, de fato não descobri isso agora. Mas convenhamos que pra uma mulher criada num ambiente machista e que ainda luta pra se libertar dele, isso pra mim só deixou de ser novidade de uns 6 anos pra cá (tenho quase 22).
Com certeza as pessoas agem de maneira semelhante em alguns casos. Se você ta morrendo afogado obviamente seu instinto vai te levar a nadar pra superfície, independente de você ser homem ou mulher. O mesmo acontece quando o assunto é relacionamentos: as pessoas se protegem, se defendem e agem, muitas vezes, de maneira parecida. Por exemplo: vejo muitos (não todos, apenas muitos) caras terminando um relacionamento porquê já tem outra pintando no pedaço. E vejo muitas minas terminando com o namorado porquê este não é mais companheiro ou atencioso como nos primeiros meses de namoro. Significa dizer que a semelhança entre as atitudes, principalmente depois de você ver o mesmo caso 50 vezes, te leva a pensar de maneira natural que todos (as) são iguais. Os mesmos cachorros, vadias, vagabundos e canalhas e que você não é obrigada(o) a passar por isso.
Mas voltando aos nossos amiguinhos, os homens, temos que concordar em algumas coisas:
*Homens possuem muita facilidade pra pensar e pouca pra falar.
São práticos. Racionais. E desde criança são incentivados a conter suas emoções porquê “chorar não é coisa pra homem”. E é por essa razão que eles não vão titubear pra terminar o namoro de 5 anos e 8 meses caso algo esteja faltando ou ele perceba sua infelicidade ou até mesmo apareça outra toda rebolativa pro lado dele... e ele se sinta atraído. E sem chorar. Agora claro, não vamos concluir que isso tudo seja sinônimo de frieza e falta de consideração. Na cabecinha masculina existe toda uma lógica (que eu ainda desconheço) que vai fazê-lo conter as emoções e pensar, por incrível que pareça, com a cabeça de cima e achar um motivo muito forte pra terminar tudo com você (quando terminam).
*Homens choram sim. Escondidos, mas choram. 
Se você namora um cara que não tem vergonha de chorar, sinta-se felizarda. Os homens do século XXI ainda estão aprendendo a lidar com essa novidade chamada sentimentos. E nós, mulheres, que somos expert no assunto, podemos sim ajudá-los, seja com conversinhas bestas (sobre o dia, o trabalho, o sexo) ou escolhendo a roupa (dele) pra sair ou até mesmo elogiando e instigando-o a falar sobre a performance sexual de vocês. Agora claro, amiga, uma conversa onde só você fala não é uma conversa, é um monólogo. Incentive-o a fala, pergunte, fale como você se sente feliz em conversar com ele e ele vai se sentir bem em falar com você. O segredo é não forçar nada, deixar tudo fluir naturalmente e não pressioná-los. E meninos, please, quando vocês perceberem que queremos, sobretudo, ouvi-los, tentem colaborar. Já passou da época que nós mulheres procurávamos provedores da família. Queremos companheiros, amigos, que dividam a mesa do bar e a cama também.
*Você nunca vai perceber as diferenças entre os homens se não parar pra admirar o que eles tem de diferente.

#FATO. Nós, mulheres, principalmente as caleijadas de relacionamentos frustrados, temos um costume terrível de deixar tudo girar ao redor do nosso umbigo. Ficamos esperando tudo do pior, o menor escorregão pra abrir a torneirinha do nosso discurso do “eu já sabia”. Bicho, e se teu namorado novo for o cara que, quando você menos esperar, vai dizer que você é a mulher da vida dele? Vai ficar com cara de tacho se lametando pelo tempo que ficou pensando merda do bofe? Pare pra admirar pequenas coisas: o perfume que ele ta usando, como ele penteia o cabelo, como ele deixa a barba, como ele amarra os sapatos ou como ele trata a mãe. Nessas pequenas atitudes você vai entender direitinho como a cabecinha dele funciona e, melhor ainda, vai descobrir a melhor maneira de se relacionar com ele.
Homens são tão complexos quanto nós, mulheres. Eles também tem suas fases, a diferença é que elas não se chamam TPM, menstruação, ovulação, período fértil... Tá na hora da gente começar a parar de olhar o universo masculino como o Jurassic Park no qual a gente tem que entrar munida de riffles, sinalizadores e ficar imóvel quando o dinossauro aparecer.
Observação: Se você é homem e entendeu que esse texto é sinônimo de boiolice (palavra, aliás, que detesto) ou qualquer coisa parecida com isso, você é um babaca.
Beijos sabor cereja ;*

2 Mordidas:

Marcos Morlock disse...

entendo.

Rebecaluu disse...

Realmente é um post bastante realista, nós mulheres reclamamos pra caramba e quando aparece um cara legal, procuramos defeitos nele para assim poder coloca-lo na prateleira dos com defeitos demais, prateleira que conhecemos TÃO bem! E sim, quando estamos "calejadas" desses tipinhos o mundo gira ao nosso redor, pois estamos fartas de girar ao redor de pessoas que simplesmente não percebem...

Postar um comentário

Morda e exploda também.

Subscribe