19:28

Somos todas vadias!

Esta é uma cereja de Tracy Cherry |


Simples assim!

Em Recife, no dia 26 de maio de 2012, às 14h com concentração na Praça do Derby, acontecerá a II Marcha das Vadias. No mesmo dia e na mesma hora, o mesmo evento acontecerá em outras cidades do Brasil (e você confere a lista de cidades clicando AQUI). Inevitavelmente, estamos todas e todos com os ânimos alterados pelo evento e por toda a repercussão que tivemos na mídia e em redes sociais pelo uso de expressões chocantes para anunciar nosso movimento. Como essa que escrevi no cartaz abaixo:


(Minha amiga Jéssika, muito linda, na Marcha do ano passado)

Além disso, não faltaram pulmões pra gritar que A PORRA DA BUCETA É MINHA ou MEU CORPO, MINHAS REGRAS, e é sob esse aspecto libertário que colocamos nosso movimento, nossos corpos e nossas caras nas ruas. Ser vadia é protestar contra essa violência que mata uma mulher a cada 5 minutos no Brasil. É reivindicar que mantenham o rosário longe dos nossos ovários. É reivindicar identidade e soberania sobre nossos corpos e mentes. É abominar ser tratada como sexy toy em comercial de cerveja ou blogs de "humor". É se revoltar quando temas como ESTUPRO são abordados em "piadas". É gritar que o culpado pelo estupro é o estuprador, não o tamanho das nossas saias ou a quantidade de álcool que bebemos. É querer ser autora ou eleitora atuante quando o assunto é uma política dirigida a nós, aos nossos corpos. É escolher pra quem dar. É respeitar outras mulheres, independente de serem uma Meryl Streep ou uma Walesca Popozuda. É ser julgada pelo caráter, e não pela quantidade de pessoas que trepamos por mês. Ou por dia. Ou até mesmo não ser julgada, já que o corpo pertence somente a nós mesmas. É ser respeitada independente de estar vestindo um short ou uma burca. Ou nada! É não ser um monte de carne  rebolativa no background de um programa dominical de auditório. Ou um assado numa travessa com uma maçã na boca nas estampas de camisetas dos misóginos (esses, aliás, não devem respeitar nem a mãe). É dividir o cuidado dos nossos filhos por igual com nossos namorados/noivos/maridos. É poder chegar em casa tarde do barzinho, dar um beijo no marido e nos filhos e não ser condenada nem por eles nem pela sociedade por isso. 
Nem deus, nem pai nem pátria. Nós decidimos!
Sou minha. Só minha. E não de quem quiser.

Repetindo:
Marcha das Vadias - Recife
26 de maio de 2012. 14h. Concentração na Praça do Derby.
Vá. Leve seus filhos. O marido. Os pais. Essa luta é de todos nós!

Beijos sabor cereja!

0 Mordidas:

Postar um comentário

Morda e exploda também.

Subscribe