23:55

A coisificação sexual das pessoas

Esta é uma cereja de Anavlis |


O ser humano difere-se dos outros animas (Sim. Dos outros. Pois também estamos incluídos na seleta lista dos bichos que habitam o globo) por conseguir ter ido além de onde os seus familiares animalescos foram capazes de chegar. Andamos com dois pés, somos bípedes. Conseguimos manusear com os polegares, somos primatas. Somos capazes de pensar e raciocinar, somos racionais. Conseguimos nos masturbar, somos punheteiros.

Porém, alguns de nós devem sentir muita falta e saudade da época em que eram meros Australopithecus, e então resolvem fazer um caminho meia volta volver em reencontro com este nível histórico e intelectual.
Êêêêpa! Por que este papo biológico e histórico aqui no Bombas, Anavlis?
Simples. Puramente pra reafirmar o quanto ainda estamos rodeados de seres subdesenvolvidos em caráter, intelecto, vergonha na cara e racionalidade.

Seguinte. Depois de tantos fatos, casos e ocasos em que você tomou no rabo, você resolve ser bem resolvida, deixar de fazer cu doce, e decide ir direto ao ponto. Para de arrodear igual a cachorro quando quer cagar e fala logo de uma vez pra o cara que você tá afim. Afim de conversar, ou de ver um filme, ou de dançar música cubana ou Kuduro, ou de tomar vinho em um bar mais ou menos, ou de jogar resta um, ou de se pegar e se agarrar mesmo. E isso é muito válido. MUITO VÁLIDO. Ao desembuchar logo tudo de uma vez você economiza tempo e flertes com um lance que pode nem fluir. Imagina só ficar semaaaanas ou meses de conversinha (e só conversinha MÊÊÊSMO) furada com um elemento que só tá masturbando o ego com o climinha de paquera entre vocês? Melhor ser direta e já. 

                                                              "Só tesão. Depois é no litrão."

Aí que isso tinha tudo pra dar certo: você já flertou;  vocês já se pegaram; e a essa altura da corrida de jegue ele já tem  noção do quanto você é linda, beija bem e se garante. Mas então, como eu disse, TIIINHA tudo pra dar certo. TINHA: Verbo de segunda conjugação conjugado na terceira pessoa do singular no Pretérito imperfeito (você já tira por aí) do modo indicativo. Ou seja, deu merda.

Por quê? Porque você resolve sair de casa (Linda. Tá até estreando seu novo sapato Oxford) em um dia de domingo e se depara com o seu mau elemento pendurado, quase devorando, em uma outra garota. Ou então você descobre que o cretino tem namorada, ficante número 1, peguete número 2, e você é a décima quarta aspiração pra comer. Ou o seu primo lhe conta que o cara tá fazendo bingo pra ver quem dá mais pra mexer no pinto dele.

Ué? Mas as pessoas são livres, né não? Cada um pega, come e rumina quem quiser, né isso? NÃO. UMA PORRA! Talvez até seja, quando nos referimos a um pacote de cuscuz e NÃO a PESSOAS! Igualar pessoas ao patamar de um pedaço de carne de charque não é ser livre, é ser FILHO DA PUTA! Querer pegar alguém é normal e necessário. Todos queremos alguém pra nos fazer bem naquele momento. Mas daí a usar as pessoas só pra ter quem comer no fim de semana é cachorrada. Cachorrada no cio.
Se você faz listinha pra ordenar quem vai pegar, problema seu, minha linda. Agora seja MULHER pra assumir que a sua idade mental é de 14 anos e que você ainda compete consigo mesma pra pegar o maior número de caras. Se você só está preocupado em bater seu recorde idiota semanal de números de vaginas comidas, infelicidade sua, meu gato. Porque mais cedo ou mais tarde sua canalhice, filhadaputagem e imaturidade chegarão à vista de alguém que você nunca mais pegará na vida.

NENHUMA mulher é só uma Vagina. NENHUM homem é só o seu pênis. Todos são mais do que o que têm entre as pernas. Têm sorrisos, livros lidos, filmes prediletos, gestos carinhosos, comentários engraçados, músicas lindas que curtem. É uma PENA e uma DESGRAÇA anular tudo isso. Olhar pra alguém e só enxergar ele te comendo ou de 4 pra você penetrar.



A gente deveria parar pra pensar: a gente se queixa tanto da falta de pessoas legais, do quanto o amor é traiçoeiro e serelepe e do quão somos azarados nos assuntos do coração, que talvez nossa preocupação mor deveria ser O QUE andamos fazendo e aprontando com quem talvez poderia nos querer bem. Talvez. Porque realmente, pensando melhor, um ser tão idiota desse não deve valer muito a pena mesmo ao ponto de você sentir um carinho. No máximo, rola um tesão. Depois de comê-los, fica só o nojo.

Como diz a minha Tracy Cherry “O machismo é pior que AIDS. Você nem precisa trepar pra ser vítima.”


Beijos sabor cereja! e COOOOOOORRAM DESSES CRETINOS!!

1 Mordidas:

Canceriano nato, inquieto e tempestivo. disse...

concordo com cada palavra. Perfeito.

Postar um comentário

Morda e exploda também.

Subscribe