23:57

Ser ou não ser a (o) outra (o): eis a questão!

Esta é uma cereja de Anavlis |

Meus gostosos (como se eu tivesse alguma coisa nessa vida..)!!
Bora de post de leitor? Bora?
E o texto de hoje é da lindona da Jana
Vamo lá?


Quem nunca se envolveu com alguém comprometido que atire a primeira pedra... Bom, se você que lê isso nunca se meteu em uma história cabeluda dessas, meus parabéns, você salvou todos e todas do inferno em uma única tacada, golpe de mestre! O que me faz crer que ainda há salvação. ALELUIA!
Mas, eu juro que queria entender o que se passa pela cabeça do ser humano quando resolve engatar numa situação como essa, porque convenhamos se tem mais a perder do que a ganhar, concorda?
Acho que tudo começa após aquela primeira decepção de menininha, que sempre fantasia o seu amor chegando em um cavalo branco, o tal príncipe encantado e SOLTEIRO que tanto pediu a Deus em suas preces, mas o destino vai e te prega uma peça e de tanto esperar a chegada do príncipe, você acaba se acostumando com os sapos que cruzam seu caminho e muitos desses, são exemplos dessa situação que atinge a sociedade em massa, esse fato da modernidade, que eu dou o nome de: caso com pessoas comprometidas(os). E como quem não tem cão, caça com gato, você engata nessa história e nessa brincadeirinha eis que o (im)provável acontece, e você se vê apaixonada(o) por um alguém que já tem alguém, veja  que merda. O que se faz numa hora dessas?
Te dou quatro opções:
a( )     Se atira de um precipício
b( )     Se afoga na bacia mais próxima
c( )     Enche a cara até não aguentar mais
d( )     Faz de conta que não sabe de nada, paga de desentendido (a)
E porque não botei a opção “pula fora”, simples, porque a pessoa que escolheria essa alternativa com certeza já morreu ou virou santa (o), então, fiquemos só com essas quatro mesmo. Se você escolheu a letra “d”, meus parabéns, você e 90% da população optou pela mesma saída, porque a conclusão é a seguinte: já que ta no inferno, o negocio é abraçar o capeta! E vamos combinar que pagar de desentendido nos tempos atuais, é até muito natural.





Ai, você evita de todas as formas esse envolvimento, dizendo aquele não quero com som de: “ME LEEVE PRO PRIMEIRO MOTEL E FAÇA AMOR LOUCAMENTE COMIGO, NEM QUE SEJA SÓ POR ESSA NOITE!” E sabe por que você escolhe fazer isso? Porque dar uma de desentendido (a) é muito mais fácil do que desperdiçar uma chance de dormir com o homem/mulher da sua vida, só por causa de um compromisso que você nem sabe se é duradouro. Afinal, você ta na disputa agora! E vai teimar em acreditar que quanto mais ele (a) se envolver com você, maiores são suas chances de mandar a (o) oficial pro clube dos encalhados mais próximo que existir ou pro inferno, como você preferir.
Só que o mal disso tudo é que, por mais que você fique fingindo um certo tempo que está tudo bem, que é uma situação normal, não é! Ficar entre duas pessoas é algo que incomoda demais! E outro fato muito relevante nisso e que quase ninguém pensa é que se tem uma terceira, é provável que tenha uma quarta, quinta, sexta e dai em diante. Porra, quem não respeita nem algo que chama de “sério”, como é que vai respeitar então qualquer outra coisa? É possível então confiar em alguém que comete uma traição alegando coisas do tipo:
·        Ta desgastado
·        Caiu na rotina
·        Eu já não sinto mais a mesma coisa
Meu irmão, se não sente, deixe! Seria tão mais adulto fazer isso! E aí não da pra definir quem é errado na história toda, então a culpa é de quem já ta no barco e quem inventou de embarcar horas depois, porque sabia e se sabia, tem consciência de todas as consequências que lhe vão cair. Céus e terras passam a desabar a partir do momento que se começa algo assim e não é brincadeira.
Por isso, começarei a listar uma série de coisas que vão começar a desgastar esse seu novo romance que você acredita de dedos cruzados, olhos fechados e todas as outras macumbas que se conhece que este vai ser diferente, que com você ele (a) vai ter tudo o que precisa:
a)     Você nunca sabe se pode ligar (ele/ela pode estar por perto)
b)     Você tem que cruzar com o (a) fulaninho (a) na balada e ver que ele ta com a figura no maior love. (encha a cara, cidadão, só se aguenta ver isso depois de muito bêbado)
c)      Você ta subindo pelas paredes, quase em abstinência sexual, mas não pode ficar com outros, porque acha que ta em um relacionamento “sério” e vai ser fiel até o fim. (Enquanto ele/ela ta em casa, usando o Kama Sutra pra aprimorar mais o sexo)
d)     Você dispensa o maior gato (a), aquele (a) que você sempre quis pegar, por conta do outro (a). (Bom, nessa hora ele/ela pode ta com a terceira, quarta, quinta...)
e)     Você se priva de todas as coisas. (Enquanto ele/ela vai pros melhores lugares, provavelmente com a (o) oficial)
f)        Começam as cobranças (Pronto, a merda tá feita!)
E outra série de coisas que você que já viveu um lance desses, vai saber direitinho do que se trata.
Me diga então, diante de tantas coisas contra uma relação dessas, você ainda quer continuar? Meu senhor, minha senhora, por onde anda sua autoestima? Sim, eu disse autoestima mesmo, porque com toda certeza, você não precisa se dispor a uma relação a três, onde só você se lasca, por acreditar que não pode ter um amor docinho só seu! Eu vou ser ainda mais menininha e dizer que aquela história de que toda panela tem sua tampa é real, não fique se achando a frigideira. Você ainda vai encontrar o seu príncipe SOLTEIRO, acredite!
Isso tudo é uma questão muito complexa e eu não saberia dizer o que é o certo a ser feito em uma situação como esta, cada caso é um caso e cada cabeça é um mundo! Mas eu diria que relacionamentos com pessoas comprometidas sempre ensinam muita coisa, e a mais importante é a não se relacionar de novo! Aprenda, essa é uma lição que você vai querer levar pro resto da vida.


Beijos sabor cereja!

3 Mordidas:

Canceriano nato, inquieto e tempestivo. disse...

Como o texto diz..."ficar entre duas pessoas é algo que incomoda demais!" isso já me aconteceu. Doeu. Eu caí fora e me dei conta de que são situações como essa que agente dá um tiro no próprio pé.E o pior disso tudo é a desilusão depois ... porque fica tudo machucado mesmo por dentro...mas como tudo é aprendizado, acabei seguindo em frente bem mais maduro.

jessica Ferrerinha disse...

kkkkkkkkkkk Ameiii Jana...
É AQUELA velha História... tá com duas?...
i ta com duvida?.. meu BEM.. ecolha a segunda ...
kk pq se a 1 fosse tãoo boua ,naum haveria a segunda... kkkkkkk

H.Mason disse...

Quer ficar? fica. Joga limpo, avisa qual é a real. Porque se deixar ter sentimento, já era. E JÁ ERA PROS 3,4,5 E POR AI VAI.

Postar um comentário

Morda e exploda também.

Subscribe